Capa / SIAMFESP em Ação / CONGRESSO DA MPI DISCUTE COMO SE POSICIONAR NO FUTURO

CONGRESSO DA MPI DISCUTE COMO SE POSICIONAR NO FUTURO

O Departamento da Micro, Pequena e Média Indústria (Dempi) da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) promoveu na manhã de (22/05) a abertura oficial do 12º Congresso da Micro e Pequena Indústria (MPI), sob o título: Indústria – Encontre seu lugar no Futuro. Alguns integrantes da Diretoria e Equipe do SIAMFESP, participaram do evento.

O evento foi aberto pelo Diretor titular do Dempi Milton Bogus, que chamou atenção para os desafios das pequenas empresas como o acesso a novos mercados e a melhoria na produtividade, entre outras questões. “Não adianta reduzir a Selic se essa redução não chegar às taxas praticadas pelos agentes financeiros que atendem as micro e pequenas indústrias”, afirmou. “É preciso corrigir os gargalos e retomar o acesso ao crédito”.

Deputado estadual e presidente da Frente Parlamentar do Empreendedorismo da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo, Itamar Borges afirmou que o evento ” é uma ótima oportunidade para os empresários debaterem a inovação, a renegociação e a tomada de novos créditos”, disse. “Precisamos ter foco na inovação, na internacionalização e na cultura empreendedora”.

O presidente do Sebrae Nacional, Guilherme Afif Domingos citou iniciativas de apoio às micro, pequenas e médias empresas como o projeto Crescer sem medo. “Conseguimos a duras penas que o Crescer sem Medo entrasse em vigor a partir de 2018”, explicou. “Passamos de seis para vinte as faixas de faturamento previstas para os pequenos, evitando o efeito caranguejo, de não querer crescer para não mudar de faixa de imposto”.

O encerramento foi feito pelo presidente da Fiesp e do Ciesp, Paulo Skaf, com uma mensagem de positivismo: “em paralelo a qualquer crise, não podemos parar.” De acordo com o presidente da Fiesp, “vivemos a quarta revolução industrial”. “Primeiro foi a máquina a vapor, depois a eletricidade, o advento digital e a automação”, disse. “Temos que nos adaptar. Em paralelo a qualquer crise, não podemos parar”.

E o que fazer para que o país não pare? “Não se pode brincar com 14 milhões de desempregados do Brasil”, afirmou. “Vamos nos dedicar ao máximo para que essa roda não pare, para que as coisas não parem de caminhar”, explicou. “A necessidade é a mãe das invenções”.

Dentre os painéis previstos destaque para temas como Crédito e desburocratização do acesso para alavancar negócios; transformar competição em inovação de valor; potencializando sua estratégia para agregar valor ao cliente; encontrando novas oportunidades para MPI.

Congresso MPE 2017

Fonte: AZM Comunicação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

SIAMFESP